A importância do Sistema de Arrefecimento

O sistema de arrefecimento é responsável por um dos pontos mais críticos dos motores atuais: a manutenção do funcionamento a uma temperatura ideal independente dos esforços que ele seja submetido. Ele é composto por materiais e coeficientes de dilatação diferentes que funcionam em constante atrito. O motor deve aquecer o mais rápido possível para chegar à temperatura ideal de funcionamento, manter essa temperatura e distribuí-la por todo o motor. O sistema de arrefecimento torna-se muito importante, levando em consideração que:

 Os atritos internos e a queima de combustível podem chegar a uma temperatura em torno de 2000°C, calor suficiente para fundir um motor em menos de 30min.

 Aproximadamente 1/3 da energia do combustível é convertida em potência utilizável para movimentar o veículo, 1/3 é dissipada através do sistema de
arrefecimento e 1/3 remanescente é jogado fora pelo sistema de escapamento.

 Na pressão atmosférica a água congela a 0°C e ferve a 100°C, o que causa bolhas de vapor no sistema e compromete a troca de calor.

 O alumínio do cabeçote funde-se a 660°C.

 O ferro fundido do bloco funde-se a 1500°C.

Com o incremento da injeção eletrônica, o sistema de arrefecimento ganhou um papel ainda mais importante no motor, sendo ele responsável não só pela manutenção da temperatura, mas também por fornecer informações precisas para que a injeção execute seu trabalho de forma a obter o melhor rendimento possível, adiantando ou retardando o ponto de ignição, evitando falhas e extraindo o melhor desempenho. A solução arrefecedora é composta por uma mistura de água e aditivos específicos, que garantem o perfeito funcionamento do sistema, levando em consideração características importantes, como:

 CONDUTIVIDADE ELÉTRICA: No motor, onde existe tensão elétrica de corrente contínua circulando normalmente, essa mistura pode se tornar condutora criando um campo magnético e interferindo nos componentes eletrônicos do motor, alterações que podem causar um funcionamento irregular do motor, oscilações, marcha lenta irregular, falhas na aceleração e aumento significativo de consumo de combustível. Mesmo com exames minuciosos, dificilmente esses problemas são detectados, gerando custos e aborrecimentos.

 O PH DA SOLUÇÃO: Uma solução com pH não neutro conduz eletricidade com maior intensidade e causa corrosão galvânica pela eletrólise, retirando partículas metálicas de componentes como bomba d’agua, cabeçote, bloco do motor e etc. Elementos metálicos podem ficar depositados nas galerias do sistema e diminuem a capacidade de fluxo prejudicando o arrefecimento do motor.

 DENSIDADE DA SOLUÇÃO: A densidade do líquido impacta diretamente na capacidade do fluxo e consequentemente na qualidade da troca de calor.

Para que todo o sistema de arrefecimento, como radiador, bomba d’agua, válvula termostática e demais componentes, executem seu trabalho de forma impecável, a ADIBRAX oferece uma linha completa de tratamento. Além de atender às normas existentes. A empresa busca sempre inovações tecnológicas para aumentar a vida útil do sistema e melhorar a qualidade dos serviços oferecidos por profissionais da área.