Manutenção Preventiva: benefício para o cliente, oportunidade para o reparador!

A manutenção preventiva já uma realidade no mundo inteiro. Diante de um cenário econômico instável e da diminuição das vendas de veículos novos no Brasil, a novidade fica por conta da constatação de que houve um aumento na demanda por manutenção preventiva e recuperação de veículos usados, em detrimento da compulsão pura e simples pelo modelo 0km.

Segundo um estudo realizado com veículos envolvidos em acidentes, 14% das ocorrências nas estradas e 48% nos grandes centros urbanos são causadas pela falta de manutenção preventiva, principalmente por quebra de peças do carro. Com base nisso, os congestionamentos no trânsito, muitas vezes, são causados por carros quebrados que interditam as vias.

A participação do mecânico (reparador) é de extrema importância, visto que, é o mesmo que esclarece várias dúvidas ao proprietário do veículo sobre a condição do seu automóvel. Segundo consultores do IQA (instituto de qualidade automotiva), a manutenção preventiva pode sair 40% mais barata que a manutenção corretiva, e traz também melhorias na qualidade do ar, por serem verificados componentes poluidores agressivos ao meio-ambiente, quando funcionando em condições inadequadas, além da diminuição de consumo de combustível devido à boa regulagem de todo o sistema.

Uma boa gestão das oficinas por parte do reparador, aproveitando as oportunidades de negócio e oferecendo um bom pós-venda, sanando possíveis problemas, aumenta a fidelização do cliente, melhora o faturamento e traz menos dor de cabeça para a empresa, devido a diminuição de serviços corretivos.